SEJA BEM VINDO




Pesquisar este blog

sábado, 23 de junho de 2012

River pode confirmar retorno à elite, e Tigre luta pelo título e contra a degola


Millonarios estão a uma vitória da volta à elite enquanto o atual líder da 1ª Divisão corre o risco de disputar a 'Promoción' para não ser rebaixado o fim De semana poderá ser histórico para o futebol argentino. Neste sábado, o River Plate tem a chance de confirmar o retorno à Primeira Divisão depois de passar uma temporada na Série B. Já o Tigre tem a possibilidade de protagonizar um feito inédito no domingo, no encerramento da última rodada do Torneio Clausura. Por causa do confuso regulamento no país, a equipe poderá ser campeã nacional e, simultaneamente, ser obrigada a disputar um playoff contra o rebaixamento - chamado de "Promoción". Tanto em caso de título quanto de rebaixamento, há várias possibilidades em que são necessários cálculos que confundem os próprios hermanos.


Para subir diretamente, o River terá que vencer o Almirante Brown no Monumental de Nuñez, às 15h (de Brasília). O gigante argentino lidera a Segundona com 70 pontos, mesma pontuação do segundo colocado Instituto. Os dois melhores garantem vaga direta na elite. O problema é que apenas um ponto separa os líderes de Quilmes e Rosário Central e qualquer resultado negativo poderá jogar os "millionarios" nos playoffs da "Promoción".
trezeguet river plate gol racing (Foto: Agência Reuters)Trezeguet tem sido responsável por gols importantes para o Rover Plate (Foto: Agência Reuters)
Festa e tristeza podem caminhar juntos
Na Primeira Divisão, o Tigre, que receberá o Independiente, divide a liderança do Clausura com o Arsenal de Sarandí, que jogará contra o Belgrano em casa. Ambos têm 35 pontos. O Boca Juniors, que vai visitar o All Boys, aparece em seguida com 33. As três partidas serão disputadas no domingo, às 15h (de Brasília).
Caso os líderes vençam, Tigre e Arsenal terão que disputar um desempate para ver quem será o campeão. Caso empatem e o Boca vença, haverá um triangular para definir quem ficará com o título (os três terminariam com 36). Na final da Libertadores, o treinador Julio César Falcioni já deu indícios de que deve entrar com o time reserva em campo, mesmo com a possibilidade real de título.
Quanto ao rebaixamento, a conta é feita com a média de pontos conquistada nas últimas três temporadas. As duas piores equipes no chamado "Promedio" são rebaixadas de forma direta, enquanto as duas imediatamente à frente duelam contra o terceiro e o quarto colocados da Segunda Divisão na "Promoción".
A situação do Tigre não é fácil, já que mesmo se bater o Independiente - e for campeão - poderá ser ultrapassado pelo Atlético Rafaela e entrar na zona de rebaixamento. Para isso acontecer, basta o concorrente vencer sua partida contra o Godoy Cruz. Neste caso, o Tigre terá que torcer pela derrota do San Martín para garantir a permanência na elite.
Na promoción poderá ter o River Plate em seu caminho, ou o Rosário Central. A repescagem também poderá colocar dois grandes pela frente: San Lorenzo e River Plate.
Apesar de não perder o título caso seja rebaixado, o Tigre perderá a vaga para a Libertadores 2013, que é concedida para todo time que conquista o campeonato nacional. Neste caso, a vaga irá para o vice-campeão.
O Olimpo já está rebaixado. O outro time diretamente relegado à divisão de acesso sairá entre San Lorenzo, Banfield e Atlético Rafaela. O San Lorenzo cairá em caso de derrota para o San Martín.
Os jogadores do Tigre dizem que não estão pensando no título. A prioridade entre dirigentes, jogadores e torcedores do clube é conseguir se livrar do rebaixamento.
- Salvar-nos seria como sair campeões. Seguir na elite é algo que a princípio era impossível. É um milagre o que esta equipe fez - disse o atacante Carlos Luna..


Fonte Globoesporte.com
Carlos Luna, atacante do Tigre (Foto: Divulgação)Luna espera que os jogadores do Tigre mantenham o foco no jogo contra o Independiente (Foto: Divulgação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário