SEJA BEM VINDO




Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Thuram visita o ‘clube do povo’ e leva camisa de recordação


No Brasil com a família, ex-jogador francês diz que se fosse brasileiro, seria rubro-negro


Enquanto os jogadores treinavam no Ninho do Urubu, a sede da Gávea recebia uma visita ilustre na manhã desta quarta-feira. Campeão do Mundo pela França em 1998, o ex-jogador Lilian Thuram, que está no Brasil com a família, conheceu o clube e ainda levou para casa uma camisa rubro-negra com o seu nome e o número 15 nas costas.
O francês definiu o Flamengo como “clube do povo” e afirmou que se fosse brasileiro, certamente seria rubro-negro.
Thuram no flamengo (Foto: Divulgação / Site Oficial do Flamengo)Thuram fez visita à Gávea nesta quarta-feira (Foto: Divulgação / Site Oficial do Flamengo)
- Se eu tivesse nascido aqui ou se morasse aqui, seria torcedor do Flamengo. Sei que é o clube de futebol mais popular do Brasil, é o clube do povo. Sempre gostei mais de jogar futebol do que assistir, mas o futebol brasileiro eu gosto de ver. Sempre gostei. Desde pequeno, ainda em Guadalupe (Ilha de Guadalupe - território francês no Caribe), sempre tive o futebol brasileiro como referência. Tenho essa preferência pela cultura do futebol daqui - disse em entrevista ao site oficial do Flamengo.
Thuram relembrou a final da Copa de 1998 contra o Brasil e disse que foi “estranho” enfrentar uma Seleção que tanto admirou:
- Quando menino, sempre falava, jogando futebol nos campos de areia, que eu estava defendendo o Brasil. Depois de anos, no dia 2 de julho de 1998, me vi diante do mesmo time, só que do outro lado. Foi estranho, mas estava com a França 100%. Realmente foi um paradoxo, pois sempre gostei muito do Brasil.
Além do Rio de Janeiro, Thuram ainda visitará outras cidades brasileiras, mas vai levar na bagagem lembranças especiais da Cidade Maravilhosa.
- O Rio de Janeiro é fantástico. Daqui do Flamengo, estamos do lado da praia, mas temos as montanhas do lado. Isso é realmente incrível. Algumas paisagens me trazem recordações de minha terra natal. Lá também tínhamos muito contato com a natureza - finalizou.
Thuram encerrou a carreira há quatro anos, aos 36. O último clube do jogador francês com mais partidas pela seleção foi o Barcelona.

Por GLOBOESPORTE.COMRio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário